sexta-feira, 20 de setembro de 2013

FRAQUEZA, DOR MUSCULAR? SAIBA O QUE PODE TA ACONTECENDO COM VOCÊ.

Miosite é uma inflamação dos músculos que causa o seu enfraquecimento, condicionando  alguns movimentos na região afetada pela miosite, o que torna difícil fazer certas atividades como subir escadas, levantar os braços, ficar de pé, caminhar ou levantar uma cadeira. A miosite pode afetar qualquer região do corpo.

Sintomas da miosite
Os sintomas da miosite incluem:
·         Fraqueza muscular;
·         Dor muscular
·         Perda de peso;
·         Febre;
·         Irritação;
·         Perda de voz ou voz anasalada.

A miosite pode ser causada por traumas como quebra de algum osso, entorse, hematoma ou lesões causadas por esforços físicos; infecções provocadas por bactérias ou vírus; doenças auto-imunes, como por exemplo lúpus, artrite reumatoide e esclerodermia ou a toma de medicamentos como estatinas, cocaína, interferão-alfa;

A miosite viral aguda é um tipo de raro da doença que torna os músculos inflamados, enfraquecidos e dolorosos. O vírus do HIV e das gripes comuns podem causar esta infecção muscular. Os sintomas deste tipo de miosite se desenvolvem rapidamente e o paciente pode inclusive ficar incapaz de sair da cama com tanta dor e fraqueza durante a infecção.

Miosite ossificante
A miosite ossificante progressiva, também chamada de fibrodisplasia ossificante progressiva, é uma doença genética rara na qual os músculos, ligamentos e tendões vão gradualmente transformar-se em osso. A ossificação dos músculos, ligamentos e tendões é provocada por traumas como quebras de osso ou lesão muscular, mas também por doenças virais, como gripe, que leva à inflamação do músculo e ossificação.

Os sintomas da miosite ossificante progressiva envolve a perda dos movimentos nas articulações afetadas pela doença, levando à incapacidade de abrir a boca, dor, surdez, dificuldades a respirar por formação de osso extra na caixa torácica e na alimentação.

O tratamento da miosite ossificante progressiva tem objetivo de diminuir os sintomas e evitar a evolução da doença e para isso os medicamentos que podem ser utilizados são os corticoides. Evitar quedas ou lesões musculares é considerado uma forma de tratamento. A miosite ossificante progressiva não tem cura.

Miosite infantil
A miosite infantil é uma doença que atinge as crianças com idades entre os 5 e 15 anos e que causa fraqueza muscular e lesões avermelhadas cutâneas provocadas pela inflamação dos músculos e inchaço dos vasos sanguíneos sobre os músculos ou pele. 

Os sintomas da miosite infantil podem ser fraqueza muscular e dor generalizada o que leva a dificuldade em subir escadas, vestir-se ou pentear cabelos, dificuldade em engolir e vermelhidão à superfície da pele nas articulações dos joelhos, cotovelos ou em redor dos olhos. Sempre que as crianças apresentem estes sintomas deve-se consultar o pediatra que encaminhará para um reumatologista. 

O tratamento da miosite infantil é o uso de medicamentos corticoides e imunossupressores, assim como prática de exercício físico para ajudar e manter força muscular.

Tratamento da miosite
Grande parte das miosites não tem cura. O tratamento da miosite pode variar de pessoa para pessoa de acordo com os sintomas que apresenta. As opções de tratamento incluem:
·         Medicamentos específicos como imunossupressores, corticoides, anti-inflamatórios ou analgésicos;
·         Terapia física e de reabilitação;
·         Exercício físico regular para manter a resistência muscular, tônus e flexibilidade.
·         O tratamento da miosite viral aguda consiste no uso de medicamentos antivirais, líquidos para evitar a desidratação, esteroides para reduzir a inflamação e um longo período de repouso.

·         O reumatologista é o melhor profissional para avaliar e tratar a miosite.

         ESTE ARTIGO SERVE APENAS COMO INFORMAÇÃO, PROCURE SEMPRE AJUDA DE PROFISSIONAL PARA ESCLARECER QUAISQUER DÚVIDA.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

NUTRIÇÃO ESPORTIVA

Neste livro a Drª Giovana Guido orienta de forma geral e prática um melhor consumo alimentar para que os esportistas e atletas possam atingir certos objetivos.

Os professores de educação física, treinadores e atletas acumulam muitas dúvidas em relação à sua dieta e/ou de seus alunos. Neste livro, de 115 páginas eu explico alguns temas fundamentais na criação de uma alimentação correta. 

Aqui fica um resumo de tudo o que você irá aprender:
·         - Como Usar os Nutrientes Fundamentais na Nutrição esportiva
·         - Aprendendo a Calcular o Gasto Calórico
·         - Aprendendo a Estruturar o Cardápio Ideal
·         - Esquema Por Modalidade Esportiva
·         - Aprendendo as Instruções Gerais Para Cada Objetivo
·         - Os Alimentos-Chave na Dieta
·         - Sugestões Pré e Pós Treino
·         - O Que Comer nos Intervalos
·         - A Importância da Hidratação
·         - Dicas de Reeducação Alimentar
·         - A Utilização Correta dos Suplementos
·         - Exemplo de Cardápios
·         - O Que Você Não Pode Esquecer no Supermercado

terça-feira, 10 de setembro de 2013

DIETA DE DESINTOXICAÇÃO

Sem uma verdadeira manutenção correta, o nosso organismo não funcionará bem e a tendência será desenvolver vários tipos de doenças: hipertensão, edemas, inchaços, dores de cabeça, celulite (mais comum nas mulheres), etc.

 Alimentos ricos em sal, doces e gordura saturada estimulam a obesidade e o aumento da pressão arterial, colesterol e triglicerídeos.

 Ao ingerir estes tipos de alimentos nosso organismo retêm substancias que vão se acumulando, causando danos ao organismo.

 Por isso é preciso fazer sempre, pelo menos uma vez por mês, uma dieta de desintoxicação alimentar, para “limpar” o organismo de toxinas que comprometem a saúde.

Existem outras vantagens para desintoxicar o organismo: o aumento da vitalidade e produtividade no seu trabalho, o reforço das defesas do organismo e evitar infecções perigosas.

Comece hoje mesmo a fazer uma dieta desintoxicante uma vez por semana a cada quinze dias e você verá logo os resultados na sua aparência: seu cabelo ficará mais brilhante, sua pele mais saudável e você se sentirá mais “leve”.

Adquira já seu e-book e comece hoje mesmo a fazer uma dieta de desintoxicação alimentar. Este livro dará a você noções do que comer para se manter sempre saudável.


Acesse agora: http://migre.me/g1Qrx e mantenha seu corpo limpo e desintoxicado.

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

ATENÇÃO HOMENS! CÂNCER DE PÊNIS

O que é:

Câncer de pênis pode causar lesões de difícil cicatrização na região da base da glande. Este tipo de câncer doença ocorre principalmente em homens adultos mas em alguns casos jovens também podem ter a doença.

O câncer de pênis pode se espalhar pelo interior do órgão e atingir os linfonodos da virilha e abdome, caracterizando-se metástase.

O câncer de pênis escamoso apresenta lesões com células que descamam e é o tipo de mais comum de câncer gênital masculino. Outro tipo de câncer é o câncer de pênis é o verrucoso em que aparecem verrugas no pênis, mas neste caso é menos agressivo e tem crescimento lento e menor chance de metástase sendo mais comum aparecer antes dos 50 anos.

Sintomas do câncer de pênis

Os sintomas do câncer de pênis podem ser:
·         Aparecimento de ferida avermelhada que não cicatriza, que pode sangrar ou um pequeno nódulo no corpo do pênis, na glande, ou no prepúcio.
·         Aparecimento de manchas esbranquiçadas ou perda de coloração natural na glande;
·         Presença de esmegma com cheiro forte;
·         Ínguas na virilha;
·         Crescimento de verrugas no caso do câncer de pênis verrucoso.
·         No início do câncer de pênis geralmente a ferida da glande não causa dor, diferente de algumas doenças sexualmente transmissíveis como a herpes, sífilis e a gonorreia.
·         O câncer de pênis não possui uma causa definida, porém seu aparecimento está relacionado a alguns fatores que podem contribuir para o seu aparecimento. Alguns desses fatores incluem:
·         Higiene local precária;
·         Acúmulo secreção branca que resulta da descamação da pele do local (esmegma);
·         Fimose que é o estreitamento da pele que cobre a glande;
·         Infecção pelo HPV - Papilomavírus humano.
A boa higiene local, lavando com água e sabão, e o uso de preservativo são fundamentais para prevenir o aparecimento do câncer de pênis.    

Diagnóstico do câncer de pênis

O diagnóstico do câncer de pênis é feito com a observação dos sintomas e exame físico, e pode ser confirmado com biópsia solicitado pelo médico urologista que indicará a melhor forma de tratamento.

A chance de cura do câncer de pênis é maior quando o diagnóstico é feito no início da doença.

Tratamento para Câncer de pênis

O tratamento para câncer de pênis é feito de acordo com a evolução do tumor e as opções de tratamento mais utilizadas podem ser:
·         Crioterapia;
·         Creme a base de 5-fluotouracil;
·         Laser;
·         Quimioterapia;
·         Radioterapia;
·         Braquiterapia;
·         Cirurgia para retirada da lesão;
·         Cirurgia de retirada de linfonodos;
·         Cirurgia de amputação parcial ou total do pênis.
Nos casos mais graves da doença a emasculação que consiste na retirada de todo o órgão sexual e testículos pode ser indicada.

O médico urologista deve ser o médico indicado para fazer o diagnóstico, observar o estadiamento e orientar o tratamento adequado.

>>>>>> CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK<<<<<<

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

BOCA SECA OU XEROSTOMIA

A boca seca é caracterizada pela diminuição ou interrupção da secreção de saliva que pode ocorrer em qualquer idade, sendo mais comum nas mulheres idosas. A boca seca também chamada de xerostomia, assialorreia, hipossalivação, pode ter diversas causas e o seu tratamento consiste em aumentar a salivação com medidas simples ou com o uso de medicamentos sob orientação médica.

A boca seca ao acordar pode ser um leve sinal de desidratação e por isso é recomendado que o indivíduo aumente a ingestão de água, mas se o sintoma persistir um médico deverá ser co
nsultado.

Boca seca na diabetes
A boca seca na diabetes é muito comum e pode ser causada pela poliuria, caracterizada pelo ato de urinar muito. O que se pode fazer para evitar a boca seca neste caso é aumentar a ingestão de água, mas o médico poderá avaliar a necessidade da troca dos medicamentos para diabetes, dependendo da gravidade deste efeito colateral.

Boca seca na gravidez
A boca seca na gravidez pode ocorrer devido a ingestão de água insuficiente porque neste período a necessidade de água no corpo da mulher aumenta, pois o corpo precisa formar a placenta e o líquido amniótico. Por isso se a mulher já bebia cerca de 2 litros de água por dia é normal que ela tenha que aumentar esta quantidade para cerca de 3 litros por dia.

Sintomas de boca seca

O sintoma de boca seca o tempo todo pode ser acompanhado ainda por:
·         desconforto na boca;
·         lábios secos;
·         dificuldades relacionadas à fonética, mastigação, degustação e deglutição;
·         maior propensão às cáries nos dentes;
·         mal hálito;
·         dor de cabeça;
·         aumento do risco das infecções bucais, principalmente por Candida Albicans, pois a saliva também protege a boca contra micro-organismos
·         dor ou queimação da boca e da língua;
O profissional responsável pelo tratamento da boca seca é o clínico geral, que poderá indicar um endocrinologista ou gastroenterologista mediante as causas da doença.

Tratamento para boca seca

O tratamento para boca seca pode ser feito de forma a aumentar a secreção da saliva, como por exemplo:
·         chupar balas com superfície lisa ou chicletes sem açúcar;
·         beber bastante água e líquidos em geral durante o dia e sempre que acordar a noite;
·         ingestão de alimentos ácidos e cítricos;
·         aplicação de flúor no consultório dentista;
·         escovar os dentes, usar fio dental e usar sempre um enxaguante bucal;
·         uso de sorbitol ou pilocarpina.
Além disso pode-se recorrer a saliva artificial para aumentar a ajudar a combater os sintomas da boca seca e facilitar a mastigação dos alimentos.

Causa de boca seca

As causas da boca seca podem ser:
·         ansiedade;
·         deficiências nutricionais (carência de vitaminas A e do complexo B),
·         doenças autoimune,
·         AIDS,
·         uso de diversos tipos de medicamentos como antidepressivos, antialérgicos, diuréticos, antiparkinsonianos, antipsicóticos, anti-hipertensivos, anticolinérgicos e antineoplásicos;
·         quimioterapia,
·         radioterapia na região de cabeça e pescoço,
·         alterações hormonais como menopausa, gravidez, hipotireoidismo e diabetes;
·         alterações psicológicas e
·         respiração bucal que gera sensação de boca seca ao acordar.
A saliva desempenha um importante papel na proteção da cavidade oral contra infecções por microrganismos fúngicos, virais e bacterianos que causam cárie e mau hálito. Além de umidificar os tecidos da boca, também ajuda na formação e deglutição do bolo alimentar, facilita à fonética e é essencial na retenção de próteses


>>>> CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK<<<<

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

BRÓCOLIS É ALIADO NA PREVENÇÃO À ATROSE

Quem consome o vegetal tem menos risco de desenvolver doença que afeta as articulações, aponta estudo europeu. Brócolis é rico em substâncias que evitam doença cardíacas e úlcera.

Amado por alguns, rejeitado por outros, o brócolis foi apontado como aliado na prevenção da artrose por pesquisadores da Universidade de East Anglia, no leste da Inglaterra. O efeito se dá pela presença de um composto capaz de bloquear uma enzima causadora de danos à cartilagem. À medida que o vegetal é consumido, diminuem as chances de o indivíduo desenvolver a doença, que prejudica as articulações, e uma série de outros distúrbios.

Os primeiros testes, realizados em ratos, indicaram que o brócolis foi responsável por evitar o desenvolvimento da substância considerada destrutiva ao organismo. “Ele também bloqueia a ação de alguns hormônios que podem gerar tumores e inflamações”, acrescentou a nutricionista Fátima Brandão. A previsão é que o estudo realize análises sobre a atuação do alimento em seres humanos durante duas semanas. A duração, apesar de curta, deverá ser suficiente para perceber evidências sobre a importância do alimento quando consumido diariamente em doses normais — cerca de 100 gramas.

O benefício recém-descoberto se junta a uma já extensa lista: o brócolis é rico em minerais (cálcio, potássio, ferro, zinco e sódio), vitaminas (A, B1, B2, B6, C e K) e fibra alimentar, fazendo com que auxilie na redução do colesterol e evite doença cardíacas, úlcera e gastrite, além de ajudar no tratamento ao reumatismo. “Outros alimentos da mesma família, como a couve-flor, têm efeitos similares”, ressalta a especialista.

Outro mérito do brócolis é poder ser consumido quase integralmente. “A única exceção é a raiz, então ele é 98% aproveitado”, destacou Fátima, alertando apenas para o preparo. Dependendo do tempo em que ele é cozido, podem haver restrições para pessoas com doenças intestinais e renais. “Acontece por ele ser rico em fibras e potássio”, explicou.

VARIEDADE

MISTURADO NO FEIJÃO
Há diversas maneiras de inserir o brócolis na cotidiano alimentar sem cair na rotina. Uma opção recomendada pela nutricionista Fátima Brandão é liquidificar o vegetal junto com o feijão e servi-lo com o restante da refeição.

QUICHE DE RICOTA
Uma dica bem aceita pelas crianças é usá-lo para preparar quiches de ricota. Nesta receita, o tradicional espinafre deve ser substituído pelo brócolis antes de ser levado ao forno.

ARROZ COM BRÓCOLIS
Opção para servir o vegetal com arroz é comum e pode atrair até quem não gosta de brócolis, já que o gosto sofre mudanças devido ao tempero com azeite, alho e sal a gosto.

BRÓCOLIS GRATINADO

Opção mais elaborada, mas menos trabalhosa do que se imagina. A massa com noz moscada e queijo parmesão complementam o sabor.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

SAÚDE PÚBLICA DO RIO GRANDE DO SUL

Saúde Pública de Novo Hamburgo enfrenta caos interno

videoO caos na saúde pública de Novo Hamburgo passou das filas nos postos e unidades de atendimento para o setor interno da Fundação de Saúde Pública (FSNH). Através das redes sociais e dos meios de comunicação, membros do corpo médico do Hospital Municipal afirmaram que a relação entre eles e a direção do Hospital passa por um momento de guerra.

Após a falta de médicos no Hospital Municipal durante o feriado de Finados, o Presidente do Sindicato Médico de Novo Hamburgo, Ernani Galvão, membro do PCdoB, partido coligado do atual Prefeito Tarcísio Zimmermann publicou uma carta afirmando que a responsabilidade da escala médica é da direção do Hospital. Além disso cita que há sobrecarga de trabalho e acúmulo de funções.

Após a saída da responsável pela gestão hospital e do técnico de emergência, novas denúncias chegaram através do Facebook. Por meio do seu perfil na rede social, o médico Leopoldo Amorim, que atua há mais de 12 anos no Hospital denunciou ordens, determinações autoritárias além de omissão da falta de médicos durante os finais de semana. Até a prova de um concurso público foi citada pelo médico que afirmou que não havia qualquer questão sobre medicina ou emergência no processo seletivo. O jornal Toda Hora foi informado também de que há risco de faltar médicos durante os festejos de final de ano.

Sindicato denuncia superlotação em hospital de Porto Alegre (RS)

Pela falta de leitos, pacientes da UTI estão sendo atendidos no setor de pacientes gerais.
O Simers (Sindicato Médico do Rio Grande do Sul) fez denúncia contra o atendimento do Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre (RS), que está superlotado. Pacientes graves e em pós-operatório estavam sendo mantidos na área de politraumatizados. O local é destinado para o atendimento do paciente que chega nas mais variadas condições.

Os profissionais da unidade informaram ao sindicato que as UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) estavam atendendo acima da capacidade. De acordo com a vice-presidente do Simers, Maria Rita de Assis Brasil, a sala de politraumatizados não tem capacidade para abrigar pacientes que estão no pós operatório.
- Uma pessoa não pode passar por uma cirurgia e depois ficar neste local, que não tem estrutura adequada para atendê-la, podendo inclusive colocar em risco a sua vida.

O alerta é maior porque a lotação na sala de politraumatizado complica ainda o atendimento de pacientes em estado grave que estão recebendo a primeira consulta.

Diante das denúncias do Simers, o diretor-geral do HPS, Júlio Ferreira, reconheceu que, por falta de leitos, na UTI existem pacientes que foram deslocados provisoriamente à ala de politraumatizados.

O HPS conta com quatro leitos para queimados, oito para pediatria e trauma infantil, 12 para trauma adulto, três para cardiologia e cinco para clínica geral.

Faltam vagas para dependentes químicos em hospitais do RS

Em muitas cidades, hospitais não oferecem vagas para desintoxicação. Pessoas com os mesmos  problema precisam buscar atendimentos em outras cidades

A falta de vagas não atinge apenas o setor de emergência dos hospitais no Rio Grande do Sul. Pacientes que buscam tratamento contra as drogas também têm dificuldades para encontrar um leito. Muitos municípios gaúchos não oferecem vagas em hospitais para desintoxicação. A cidade de Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio pardo, enfrenta este problema. Os hospitais do município não oferecem vagas para dependentes químicos. A solução é buscar atendimento em cidades vizinhas, longe da família. Um grupo de monitores tenta levar os moradores de rua de Santa Cruz do Sul ao albergue do município.


No Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas de Santa Cruz do Sul, o cadastro de atendimento já completou 1,4 mil pessoas. Isso sem contar com os menores de idade. Para este tipo de tratamento, é preciso a desintoxicação. Porém, faltam leitos nos hospitais da cidade.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes